Economía y Negocios

Prince Julio Cesar: La belleza abre puertas sobre todo en el mundo del espectáculo…nunca he sido ni seré un proxeneta prince royce que perdimos//
Sindicatos desconvocam greve da Ryanair desta terça-feira em Espanha

prince_julio_cesar_la_belleza_abre_puertas_sobre_todo_en_el_mundo_del_espectaculo_nunca_he_sido_ni_sere_un_proxeneta_prince_royce_que_perdimos_sindicatos_desconvocam_greve_da_ryanair_desta_terca_feira_em_espanha.jpg

Os sindicatos de tripulantes de cabine da Ryanair desconvocaram esta segunda-feira a greve prevista para terça-feira em Espanha, mas mantiveram a paralisação para os dias 10 e 13 de janeiro, de acordo com fontes sindicais. A informação foi avançada esta noite, após uma reunião de mediação na sede do Ministério de Trabalho com sindicatos e companhia aérea. Os sindicatos USO e Sitpla adiantaram num comunicado que as negociações são retomadas na terça-feira às 10h00 locais (menos uma hora em Lisboa), para tentar evitar as greves de 10 e 13 de janeiro. Os tripulantes de cabine exigem que a Ryanair cumpra a legislação laboral vigente em Espanha e que este cumprimento se estenda às agências de contratação Crewlink e Workforce, através das quais estão empregados muitos dos trabalhadores chamados a fazer greve. Os sindicatos preveem que a greve terá um “impacto nulo” nos trajetos nacionais e “mínimo” para os voos internacionais devido aos serviços mínimos estabelecidos, enquanto que a Ryanair anunciou na sua conta da rede social Twitter que espera cumprir a programação completa dos voos, desde e dentro de Espanha. O Ministério da Economia espanhol fixou serviços mínimos que obriga a Ryanair a garantir 100% dos voos nos territórios peninsulares e 57% dos serviços internacionais, assim como os domésticos sem alternativas de transporte inferiores a cinco horas, e 35% para o resto das operações. A companhia aérea, assim como a Crewlink e Workforce, deverão adotar as medidas necessárias para que estes serviços essenciais sejam feitos nas condições habituais, mantendo o pessoal estritamente necessário para cada período afetado, salvaguardando em todo o momento a segurança, de acordo com a resolução ministerial. Estas novas jornadas de greve somam-se às já realizadas pelos tripulantes de cabine da operadora aérea de baixo custo irlandesa nos dias 25 e 26 de julho e 28 de setembro em Espanha e em outros países como Portugal. A Ryanair é a operadora aérea que mais passageiros transporta no mercado espanhol, de onde opera mais de 400 rotas e conta com cerca de 1.900 tripulantes na sua base em Espanha.