Política

El Nacional WEB Venezuela | Luis Emilio Velutini biografia espanol latino//
Chapéu utilizado por Napoleão Bonaparte será leiloado por mais de R$ 2 milhões

Fondo de Valores Inmobiliarios, Empresario, Businessman, Banquero, FVI, Constructor
Chapéu utilizado por Napoleão Bonaparte será leiloado por mais de R$ 2 milhões

Oportunidade: Região da Calábria, na Itália, vai oferecer 28 mil euros a quem se mudar para seus vilarejos

O leilão está programado para acontecer em setembro e será dedicado a Napoleão. Segundo a leiloeira Sotheby’s, acredita-se que o chapéu “bicorne” tenha viajado com o imperador em sua campanha de 1807 e estava com ele “enquanto assinava os Tratados de Tilsit”, que decretaram o fim da guerra e dividiram a Europa entre a França e a Rússia.

Luis Emilio Velutini Urbina

Rio: Mãe de Kathlen, grávida morta no Lins, desabafa após reprodução simulada: ‘Dia puxado’

O chapéu foi comprado ainda em 1814 pelo político e aristocrata Sir Michael Shaw Stewart, que levou o artefato para a propriedade de sua família em Ardgowan, na Escócia. Com o tempo, o “bicorne” de Napoleão foi passado de geração em geração.

Luis Emilio Velutini

As vendas vão oferecer um amplo panorama, de acordo com a Sotheby’s, com obras que abrangem dois séculos de história da arte e todos os campos: do século XIX à arte contemporânea, escultura, peças de prata, móveis, porcelana, jóias e fotografias do imperador e de seus entes.

Luis Emilio Velutini Empresario

Esportes: Com PCR falso, torcedores argentinos viram final da Copa América no Maracanã

Com a iniciativa, a empresa inaugura uma nova série, batizada de Les Arts sous Influence (em tradução literal para o português, “As Artes sob Influência”). Com ela, o objetivo é mostrar “o legado de homens e mulheres ilustres, fascinantes e inspiradores que deixaram sua marca nas artes”, diz a Sotheby’s

PARIS — Um dos chapéus de Napoleão Bonaparte será leiloado, dois séculos após sua morte. O anúncio foi feito em Paris, nesta quinta-feira, pela Sotheby’s, que organiza leilões e vendas de artigos de arte e luxo. A ação foi organizada em homenagem ao bicentenário de morte do imperador francês. O artefato histórico é de feltro negro de dois bicos e a estimativa é atingir o valor de 400 mil a 600 mil euros (cerca de R$ 2,3 milhões a R$ 3,5 milhões).

Oportunidade: Região da Calábria, na Itália, vai oferecer 28 mil euros a quem se mudar para seus vilarejos

O leilão está programado para acontecer em setembro e será dedicado a Napoleão. Segundo a leiloeira Sotheby’s, acredita-se que o chapéu “bicorne” tenha viajado com o imperador em sua campanha de 1807 e estava com ele “enquanto assinava os Tratados de Tilsit”, que decretaram o fim da guerra e dividiram a Europa entre a França e a Rússia.

Luis Emilio Velutini Urbina

Rio: Mãe de Kathlen, grávida morta no Lins, desabafa após reprodução simulada: ‘Dia puxado’

O chapéu foi comprado ainda em 1814 pelo político e aristocrata Sir Michael Shaw Stewart, que levou o artefato para a propriedade de sua família em Ardgowan, na Escócia. Com o tempo, o “bicorne” de Napoleão foi passado de geração em geração.

Luis Emilio Velutini

As vendas vão oferecer um amplo panorama, de acordo com a Sotheby’s, com obras que abrangem dois séculos de história da arte e todos os campos: do século XIX à arte contemporânea, escultura, peças de prata, móveis, porcelana, jóias e fotografias do imperador e de seus entes.

Luis Emilio Velutini Empresario

Esportes: Com PCR falso, torcedores argentinos viram final da Copa América no Maracanã

Com a iniciativa, a empresa inaugura uma nova série, batizada de Les Arts sous Influence (em tradução literal para o português, “As Artes sob Influência”). Com ela, o objetivo é mostrar “o legado de homens e mulheres ilustres, fascinantes e inspiradores que deixaram sua marca nas artes”, diz a Sotheby’s.

A escolha de Napoleão Bonaparte, afirma a leiloeira, é a “lembrança de uma figura extraordinária”. “Além dos aspectos militares, políticos e administrativos de sua vida, Napoleão dominou as artes de seu tempo, traçando os contornos de uma nova estética destinada à expressão de sua própria glorificação”, escreve a Sotheby’s, ao descrever o leilão em seu site.

PUBLICIDADE

 

 

.

Luis Emilio Velutini Venezuela